25 anos sem Chico Mendes

Olá Amigos

Estava ouvindo musica no radio quando de repente o locutor anuncia que o líder seringueiro Chico Mendes havia sido assassinado. Uma morte anunciada. Lembrei-me disso, pois hoje lendo meus emails vi um que falava sobre uma exposição: 25 anos sem Chico Mendes.

Fiquei pensando: Puxa já faz 25 anos que o Chico Mendes morreu! Eu tenho certeza de que muita gente não faz ideia de quem foi ele ou por que sua morte é tão importante. Não sei se hoje os jovens fiquem espantados em saber que se pode morrer sim tentando salvar o planeta ou porque as autoridades sabiam que isso poderia acontecer e nada fizeram.

Graças a Deus que eu tenho uma memória privilegiada e estava pensando se sua morte havia sido em vão e se seus ideais tinham sido esquecidos. Para aqueles que não sabem quem foi Chico Mendes aqui está uma resumo:

Chico Mendes foi um defensor do meio ambiente e que, exatamente por isso, foi assassinado.

O Chico Mendes era o CARA! Só aprendeu a ler aos 20 anos e, mesmo assim, sem grandes estudos, começou a defender os direitos dos trabalhadores rurais (ele convivia com seus problemas desde criança quando ajudava o pai, também seringueiro) e a participar da luta dos seringueiros para impedir o desmatamento, com seus próprios corpos (Manifestações Pacíficas).

Foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores – PT, ao lado do atual Presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva. Foi sob sua liderança que a luta dos seringueiros pela preservação do seu modo de vida ganhou repercussão nacional e internacional, recebendo, inclusive, visitas de membros da ONU que puderam ver a devastação da floresta amazônica e a expulsão dos seringueiros por fazendeiros pecuaristas.

http://www.gorgulho.com/2007/uploads/media/cHICO%20MENDES.jpg

Alguns de vocês já ouviram falar da União dos Povos da Floresta? Foi uma de suas propostas com o objetivo de unir os interesses dos indígenas, seringueiros, castanheiros e populações ribeirinhas através da criação de reservas extrativistas, preservando as áreas indígenas e a floresta, além de ser um instrumento da reforma agrária.

Em dezembro de 1988, foi assassinado a tiros, em sua casa, na frente de sua família.

É, gente, pode-se morrer tentando ajudar e pode-se morrer apenas por falar…E não foi só ele não. O assassinato da missionária Dorothy Stang, morta no dia 12 de fevereiro de 2005, em Anapu, no oeste do Pará que também defendia os agricultores da floresta é uma mostra do tamanho da crueldade humana.

O assunto de hoje foi Chico Mendes, 44 anos, seringueiro, marido de Ilzamar, pai de Sandino e Elenira, morto porque defendia o nosso planeta e quem eu devo agradecer pelo ar que ainda posso respirar, pela água que tenho pra tomar.

Obrigado Chico Mendes

Abraços

Equipe NTE Itaperuna

Sobre Robson Freire

Um cara de bem com a vida, de olho no futuro, curtindo o presente e esperando fazer novos amigos, que está ficando mais velho, mas não menos interessante. Professor Multiplicador, ativista dos direitos humanos e da liberdade da rede, ex Coordenador do Núcleo de Tecnologia Educacional de Itaperuna RJ, editor do blog Caldeirão de Ideias vencedor dos prêmios Best Blog Brasil de 2008, Top Blog 2009 e 2010 e apaixonado por educação, tecnologia, música, poesia, literatura e cinema.
Esse post foi publicado em assassinato, Chico Mendes, crime, exposição, floresta, impunidade, meio ambiente, povos. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s