Reforço Digital e Educopédia – Entrevista com Rafael Parente

Olá Amigos

Sempre gosto de destacar e mostrar aqui no Caldeirão de Ideias textos, sugestões e iniciativas que fazem a diferença para a educação.

Conheci o professor Rafael Parente (@rafael_parente) através do twitter da minha subsecretaria Teca Pontual, que alias se mostra cada vez mais competentíssima e eficiente no cargo.

O Rafael Parente alem de contribuir com twittadas cada vez mais relevantes e interessantes é um dos idealizadores de um projeto maravilhoso e inovador desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro – SME RJ, intitulado Reforço Digital e o Educopédia.

É a primeira vez que vejo uma Secretária Municipal de Educação Cláudia Costin (@ClaudiaCostin)tão acessível aos professores da rede e que faz da inovação tecnológica realmente um caminho a ser seguido. Ela junto a atual Secretária de Educação do Estado a Teresa Porto são o que há de melhor na educação desse pais, principalmente em não medir esforços para levar a frente propostas realmente inovadoras para os alunos da rede pública.

Não foi suficiente? Sim falta muito ainda, mas elas tiveram a coragem de fazer o necessário.

Agora vou reproduzir uma entrevista feita com o professor Rafael Parente onde ele fala sobre o Reforço Digital e o Educopédia e as ações da SME-RJ.

1) Sobre o reforço digital e o Educopédia

A ideia do reforço digital foi da secretária Cláudia Costin no ano passado. Já o Educopédia é uma ideia antiga minha. A nossa estratégia aqui na SME é transformar a primeira versão do Reforço Digital em Educopédia já no segundo semestre. O Reforço Digital faz parte do programa Escola 3.0, que visa reunir ações de modernização e informatização da rede, podendo ser acessado pelo link na página da SME: http://www.rio.rj.gov.br/sme/ e também a partir de CDs que estão sendo distribuídos para as escolas. Esse projeto está sendo implementado pela subsecretaria de projetos estratégicos, por meio de uma parceria entre MultiRio, Iplan e Mídia-Educação, com os seguintes objetivos:
I. Agir como mais um apoio aos professores para melhorar a qualidade da educação do município através do oferecimento de atividades digitais online e em CDs;
II. Servir como alternativa para alunos que precisam de praticar mais o conteúdo apresentado em sala de aula, nos computadores das escolas durante o contra turno, por exemplo.
Entre as várias justificativas científicas para esse projeto, sabemos que a utilização do computador e da internet aumentam o interesse e a motivação dos alunos, além do que, com o reforço digital, os alunos poderão apreender os conteúdos mais profundamente, em qualquer horário ou lugar. As escolas podem emprestar os CDs para que os alunos façam cópias e os alunos podem acessar a página de qualquer lugar que tenha internet. Nessa primeira versão, o Reforço oferece 50 questões de múltipla escolha de cada ano (2º a 9º) e de cada disciplina (inicialmente apenas matemática e língua portuguesa, mas incorporaremos outras disciplinas em breve). O próprio sistema indica se a resposta enviada está correta ou não. A segunda versão (Educopédia), incluirá vídeos, animações e jogos e é nossa meta inaugurá-la no 2º semestre. O Educopédia incluirá aulas digitais auto-explicativas, correspondentes às semanas de aula e seguindo as orientações curriculares da SME para serem usadas por alunos ou professores (para revisão da matéria).

2) Sobre nossas estratégias para a integração TICs + educação

A subsecretaria de projetos estratégicos cuida de cinco programas da Secretaria Municipal de Educação do Rio, incluindo o Escola 3.0, que visa a melhoria da qualidade da educação através da modernização e informatização da rede, a construção de um planejamento estratégico de curto, médio e longo prazo observando macro-tendências consequentes da utilização das novas tecnologias no contexto educacional e a articulação de ações entre Iplan, MultiRio, Mídia-Educação e parceiros, através de uma postura mais pró-ativa. O reforço digital e o educopédia são projetos dentro desse programa. A nossa principal estratégia é fazer com que a rede toda, incluindo alunos, professores, gestores, etc, entendam que aprender qualquer coisa com a ajuda das tecnologias é muito mais fácil e divertido. Estou na rede há pouco tempo, mas estou muito impressionado positivamente com a recepção das pessoas em todos os níveis (escolas, CREs e nível central) de novas ideias, incluindo capacitações, pesquisas, diário online e reforço digital.

As metas da fase 1 do Escola 3.0 são as seguintes:
-Pelo menos 90% das escolas terão laboratórios de informática com 20 máquinas funcionando, no mínimo;
-Todas as turmas de 6º a 9º anos da rede terão 1 netbook ou tablet para cada 3 alunos e 1 projetor com caixas de som para cada 2 professores;
-Todas as escolas terão internet sem fio de pelo menos 7MB nas salas de aula;
-Todos os professores e gestores se sentirão pelo menos razoavelmente aptos a integrarem tecnologias para melhorar o seu trabalho;
-A 1ª versão do sistema Escola 3.0 estará sendo utilizada por toda a rede.

O Escola 3.0 é sustentado por 3 pilares:
- Infraestrutura e manutenção: A meta a longo prazo é que cada aluno e professor tenha o seu netbook, tablet, ou outra ferramenta com que ele possa consumir, produzir e compartilhar conteúdos educacionais. Os espaços de aprendizagem serão equipados com projetores e internet sem fio. A manutenção será de responsabilidade do Iplan.
- Capacitação de professores e gestores: O trabalho da Universidade do Educador Carioca, da MultiRio e de parceiros (MEC, Microsoft, institutos e outros) equipará professores e gestores com conhecimento para tirar o melhor proveito de computadores, internet, smartphones, etc, reconhecendo, inclusive, que o seu papel mudou. Como a quantidade de novas informações em qualquer área tende a se multiplicar em velocidade cada vez maior, o professor deixa o papel de detentor do conhecimento para se tornar o arquiteto de processos de aprendizagem, buscando, com os alunos, as melhores fontes de informações e as melhores formas de aprender.
- Sistema Escola 3.0: Iplan, MultiRio, universidades e Microsoft se unirão para criar um sistema que reunirá o novo sistema de gestão acadêmica em tempo real (SGA Web), um LMS, uma filosofia pedagógica, redes sociais e novos conteúdos. Alunos, professores, gestores e familiares utilizarão esse sistema nas escolas, residências ou lan houses. Por meio dele, professores e alunos produzirão, consumirão e compartilharão conteúdos e opiniões a partir de uma rede social, serão avaliados em tempo real de acordo com a sua utilização e construirão portfolios eletrônicos, incluindo gráficos e tabelas que ilustrarão o desenvolvimento de novas competências e habilidades. O sistema também permitirá a realização de atividades assíncronas, fora da sala de aula.

Outras ações específicas de curto prazo do Escola 3.0 são:
-Diário eletrônico
-Instalação de novos laboratórios
-Compra de netbooks e projetores para Escolas do Amanhã
-Pesquisa-diagnóstico com Oi Futuro e IBOPE para entender como alunos, professores e diretores se relacionam com as TICs
-Site de parceria SME/Parceiros para comunicação mais eficiente
-Capacitações com MEC, Microsoft e MultiRio

3) Sobre o papel das novas tecnologias na educação

As novas tecnologias estão mudando a forma como o cérebro funciona, como as pessoas se comunicam, pensam e se relacionam. Eu acredito que as novas tecnologias podem ajudar muito a melhorar a qualidade da educação, mas é importante que várias ações integradas aconteçam. É preciso entender como professores, diretores e alunos pensam e agem antes de se planejar novas ações. Várias pesquisas científicas indicam, por exemplo, que: a utilização de computadores e da internet aumenta o interesse e a motivação dos alunos, que as tecnologias quebram barreiras de tempo e espaço e que a co-autoria e o compartilhamento de informações são facilitados.

Eu entendo que exista hoje um grupo um pouco desconfiado, já que vários investimentos foram feitos, mas geraram pouco impacto na aprendizagem. Haviam grandes promessas e a sensação de que a modernização da infra-estrutura traria um avanço educacional. As pessoas não levaram em conta que inovações só acontecem quando os envolvidos na ponta se sentem capazes e motivados para fazê-las. Um outro problema foi que novas tecnologias não trariam novos resultados funcionando com processos antigos; era preciso criar novos procedimentos e sistemas. Não adiantava pegar uma mensagem do quadro e transferi-la para um computador sem preparar professores e diretores, mas foi exatamente o que aconteceu em alguns lugares.

Além disso, quando pensamos nos objetivos da educação pública, fica ainda mais claro no quanto as tecnologias podem ajudar. Segundo a nossa Lei de Diretrizes e Bases, a educação pública deve desenvolver crianças e jovens por completo, formar cidadãos e preparar futuros profissionais. As novas tecnologias democratizam o acesso à informação, o que facilita o desenvolvimento integral do aluno. As últimias eleições para presidentes nos EUA e no Irã demonstraram como as tecnologias podem fortalecer o exercício da cidadania. Atualmente, quase todas as profissões já fazem uso de computadores e robôs. O mundo já é outro. As escolas já têm de lidar com nativos digitais. Como, então, pensar em uma escola pública que não entenda o ensino da utilização das novas tecnologias como algo importante?

4) Sobre parcerias com o estado

Além de pessoalmente acreditar muito no poder das parcerias, gosto muito da secretária e sou fã incondicional da Teca Pontual. Temos conversado muito e é bem possível que o Educopédia englobe o Ensino Médio no futuro. Também conversamos muito sobre várias outras possibilidades de parceria…

5) Sobre o trabalho na SME

Eu estou muito feliz na SME. A Secretária Cláudia Costin é uma pessoa incrível, super inteligente, dedicada e sensível. Tenho aprendido muito e me esforçado muuuito para ajudar a melhorar a educação pública da cidade. Como subsecretário de projetos estratégicos, também cuido dos programas: Escolas do Amanhã, Universidade do Educador Carioca, Rio Criança Global e Cidade Educadora. Nasci e cresci em Brasília, mas sou apaixonado pelo Rio e estou vivendo a melhor fase da minha vida. Quero fica aqui para o resto da minha vida.

Queridos amigos e leitores, são pessoas assim que semeiam a terra para que mais tarde outros colham os frutos

Abraços

Equipe NTE Itaperuna

Sobre Robson Freire

Um cara de bem com a vida, de olho no futuro, curtindo o presente e esperando fazer novos amigos, que está ficando mais velho, mas não menos interessante. Professor Multiplicador, ativista dos direitos humanos e da liberdade da rede, ex Coordenador do Núcleo de Tecnologia Educacional de Itaperuna RJ, editor do blog Caldeirão de Ideias vencedor dos prêmios Best Blog Brasil de 2008, Top Blog 2009 e 2010 e apaixonado por educação, tecnologia, música, poesia, literatura e cinema.
Esse post foi publicado em Claudia Costin, Educopédia, Rafael Parente, Reforço Digital, Teca Pontual. Bookmark o link permanente.

10 respostas para Reforço Digital e Educopédia – Entrevista com Rafael Parente

  1. Anonymous disse:

    Não faço parte da SME RJ, não conheço o Rafael, mas a impressão que tive é de uma pessoa empolgada com seu trabalho, buscando uma real melhoria para a educação. Em contrapartida, não vejo como mensagens rancorosas possam ajudar a melhoria de qualquer processoSeria interessante você repensar o modo de ver o mundo, acreditando mais nas pessoas, independente do que tenha acontecido no passado.PS: O custo do 3G é realmente altíssimo, e projeto de internet nas escolas é muito mais eficiente, já que o projeto 3g anterior só beneficiaria os professores. Já imaginaram a redução do custo de telefonia usando voz sobre IP para as escolas e CREs se relacionarem

  2. Regina disse:

    OI, RafaelSou Regina Fortes, professora da sala de Leitura da E.M.02.09.021 Presidente João Goulart, conversei com vc sobre o problema de luz em nossa escola, já a muito tempo que está com problemas sério de eletricidade as salas sem poder usar os ventiladores, etc..,antes de começar o curso estava sem luz na sala de leitura.Isso não pode acontecer, num ano onde temos que premiar o aluno com leituras.Estou triste, peço que tente resolver onossso problema, ppois já tem alguns anos que estamos passando pr esse problema.Abraços

  3. Olha só , o reforço digital sumiu da pãgina da SME

  4. Ana disse:

    Que bom Rafael,pois não temos internet há muito tempo. Eu também acredito no sonho e tento transformar em realidade pq senão é só sonho. Minha escola é 04.20.501 Anísio Teixeira e aguardamos sua visita.Ana Lucia Miranda

  5. Bom dia, Professora Fátima,Como acabo de lhe contar via Twitter, ontem mesmo convidei algumas pessoas da IplanRio e da SME para entender a questão do antivírus e dos bloqueios. Eu realmente não sabia desses problemas e prometo que estou tomando as providências. Gostaria de saber o nome da escola onde a senhora trabalha. Como também já disse, estamos trabalhando muito para que a internet sem fio seja uma realidade até o fim do ano. Estamos visitando as CREs e as escolas semanalmente com a secretaria itinerante e estou marcando reuniões com diretores de escolas com e sem laboratórios de informática para compreender a realidade mais a fundo. Parabéns pelo seu trabalho, conte comigo sempre, estou aqui para tentar resolver alguns dos (enormes) desafios que os professores da cidade enfrentam diariamente. Abraços.

  6. Rafael, Custo alto? Talvez! Desnecessário? Discordo. Professores da rede estadual, levam seus laptops para sala de aula e o meu fica em casa!Internet sem fio é uma boa opção, mas escuto isso há mais de um ano.Não vou enviar detalhes por email porque entendo que todos os funcionários, inclusive helpdesk, estão sobrecarregados com tanta novidade. Para entender parte do que vem acontecendo é necessário visitar CREs e UEs. "A maquiagem sempre revela a idade" e é preciso ser um grande ator para enganar o próximo. Se eu não fosse resiliente, não manteria tantos blogs mesmo trabalhando em casa para atualizá-los.Tenho recebido muitos convites para participar de eventos online com meus alunos, inclusive do Educarede e outros de professores de Portugal. Como? Continuo participando de redes sociais e, quando não sou vencida pelo cansaço, aprendendo novas ferramentas porque sou uma idealista e tenho apoio da família. nem sempre é assim. Defendo meus colegas porque convivo com seus problemas, inclusive de formação. Sou leitora mesmo sendo da época obscura deste país sofrido, quando falar e escrever era proibido.Sou pupila de Jesus porque ELE tem me dado força para enfrentar as dificuldades diante de tantos obstáculos. Como não nasci em "berço esplêndido", mantenho o sonho, mesmo vivendo (não por ouvir falar) a injustiça social.Abraços.

  7. Caras Professoras Fátima e Ana,Reconhecemos todas as dificuldades que as escolas da rede enfrentam hoje e temos trabalhado bastante para enfrentá-las. Estamos trabalhando para uma internet sem fio nas escolas, o que significa que a 3G seria um custo fixo altíssimo e desnecessário. Gostaria de receber mais detalhes sobre a falta de atualização do antivírus e desconheço qualquer tentativa de bloqueio na rede – isso, inclusive, me preocupa bastante. Por favor, gostaria de receber todas as suas considerações via email – rafaelparente@gmail.com. Sou pupilo do Professor Antônio Carlos Gomes da Costa e acredito na resiliência, no sonho, na educação para valores e no afeto. Abraços e boa semana!!!

  8. Ana disse:

    Entre a escola real e as maravilhas digitais há um enorme buraco!

  9. Robson,Jura que você acreditou nesta história?Se quiser saber da realidade é só me entrevistar!Não faço parte deste grupo desconfiado, apenas tenho 34 anos de SMERJ e muitas histórias para contar.Uma delas: recebemos laptops do governo anterior.A Internet 3G foi cortada pelo atual prefeito!Os PCs das escolas estão sem atualização de antivírus e com todas as redes bloqueadas, nem o blog da escola pode ser acessado.Se quiser saber das outras, envio por e-mail.Se lê tudo o que escrevo no Twitter, sabe parte do que estou falando.Só tenho a lamentar este post porque me causou revolta!Abraços

  10. Este comentário foi removido pelo autor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s